Portugal domina área “premium” da maior feira de têxteis-lar do mundo

Post 5 of 11
Uma delegação com 68 empresas nacionais está durante quatro dias em Frankfurt, na Alemanha, a promover um subsector em que a indústria portuguesa é a maior produtora europeia e a quinta maior exportadora mundial.

As empresas portuguesas são as mais representadas no “hall” dedicado a artigos “premium” da Heimtextil, a maior feira de têxteis-lar do mundo, que se realiza entre 14 a 17 de Janeiro em Frankfurt, na Alemanha. É nesse mesmo espaço que irá decorrer o fórum “The Portuguese Home Tex’Style”, em que 25 marcas nacionais vão expor as principais tendências para “vestir” a casa. Entre os temas representados estão a cor, o design como terapia, a experimentação de padrões ou a ecologia e sustentabilidade.

Segundo os dados fornecidos ao Negócios pela organização da feira, além de ter a maior delegação do segmento “premium”, no total Portugal está presente nesta edição com 68 empresas, o que faz desta a décima maior participação por países. Estas empresas investiram perto de 900 mil euros no aluguer do espaço, ocupando uma área de 5.139 metros quadrados onde estão a mostrar sobretudo artigos têxteis para mesa e cozinha, roupa de cama e banho.

Portugal é actualmente o maior produtor europeu de têxteis-lar e o quinto mais relevante exportador destes artigos a nível mundial. Grande parte da produção é vendida às principais marcas mundiais, para quem trabalham em regime de “private label”. O ministro da Economia, António Pires de Lima, que esta quarta-feira, 14 de Janeiro, visitou a feira alemã, adiantou que, embora não sejam ainda conhecidos os números finais, o subsector do têxtil-lar “terá crescido mais de 10%” em 2014. Aliás, a meta traçada para 2020, de exportar acima de cinco mil milhões de euros anuais, será batida antes do final da década.

Espanha, França e Alemanha são os melhores mercados europeus para os lençóis, toalhas, colchas e demais têxteis-lar “made in” Portugal, enquanto os Estados Unidos e o Japão são os mais relevantes fora do espaço comunitário. Maria Alberta Canizes, representante da associação “Home From Portugal”, que faz a promoção deste segmento de negócio no estrangeiro, apontou, citada pela Lusa, que nesta indústria os portugueses estão “posicionados na média-alta e alta qualidade”, trabalhando para “mercados [que] são, por excelência, muito exigentes”.

A comitiva portuguesa na Heimtextil – o mais importante evento internacional para o sector dos têxteis lar , com 2.700 expositores de 61 países – partiu “à boleia” da Associação Selectiva Moda, o braço para a internacionalização da associação dos indústriais do têxtil e vestuário (ATP). O fórum “The Portuguese Home Tex’Style”, que está a promover em Frankfurt com o apoio de fundos do QREN no âmbito do projeto “From Portugal”, faz parte de um conjunto de 87 acções internacionais em 2014 e 2015 que abarcam toda a fileira têxtil e moda, num investimento total de cerca de 12 milhões de euros.

Fonte: Negócios

Menu